quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Underneath;

Agora eu entendo, querido.
Finalmente entendi!
Você cortou relações comigo, você não me queria mais. E eu queria negar, dizer pro mundo que eu estava confusa e nunca gostei de você. GOSTEI, não amei, entendeu?
Eu te idealizei, eu te amei como amigo, como companheiro. Amei, passado!
Dá pra você entender também que a sua constante presença em tudo que eu vejo na rua não ajuda? Que você vir falar comigo não ajuda? Só traz à tona tudo que eu odeio sobre você: suas escritas erradas, suas juras dissimuladas e suas frases ensaiadas.
Olhe para nós, discutindo como velhinhos sobre os nossos defeitos. A gente entendeu, eu acho.
A gente se gosta, mas não consegue ficar junto, porque alguma força atrapalha, algo nos afasta como pólos iguais.
Você sou eu.
Você foge quando a luta tá brava.
Então, eu entendi agora e espero que você entenda.
Como pólos iguais, querido, eu vou embora pro meu canto e você corre na direção oposta.

3 comentários:

Vicki Blue disse...

vilha, tá mara seu texto pro thibs

A amiguinha que ia ler depois e comentar e não consegue fazer o login porque o blogger tá de palhaçada disse...

Ai, mas eu me identifiquei horrores! D:

De qualquer forma, ótimo texto!!
Tudo encaixou e fez sentido, o sentimento, as ideias e a compreensão dela.

A mesma amiguinha de antes disse...

Acho palha ocultarem o meu nome inteiro no comentário anterior:
A amiguinha que ia ler depois e comentar e não consegue fazer o login porque o Blogger tá de palhaçada