terça-feira, 8 de maio de 2012

Sobre Meu Marcelo

Hoje você vai embora da minha vida e eu queria que descesse uma lágrima dos olhos, mas desceram mais de cem. Eu te sentia falando comigo na sua voz grossa de locutor de rádio, mandando eu parar de ser besta e me render aos seus carinhos, ao seu amor e a todas as coisas que você tinha pra me dar, boas ou ruins.
Eu te queria com uma sina que não fosse sua, normal como eu nunca fui e especial como você não deveria ser... Sua especialidade mata, dilacera o coração e faz a gente só ter um pouco mais de gosto amargo na boca, como um remédio que se toma quando é criança e a careta fica maior que a cara.
Você morreu hoje, Marcelo e cem lágrimas descem pelo meu rosto...
Mas você só o fez pra nascer pra mim, sob medida, com caquinhos complementares,

Um comentário:

L. disse...

tantos Marcelos nessa vida...