sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Bloqueio Criativo

- E se dessa vez eu não escrevesse sobre amor?
Ele gargalhou como se eu tivesse contado a maior piada do mundo
- Eu falo sério – protestei – Cansei das minhas histórias clichês sobre meninas que não acreditam no amor e o encontram depois.
- Cansou de falar sobre você?
- Não, eu nunca encontrei nada disso.
- Meninas que não acreditam no amor? Encontram depois nos braços do cara mais impossível do mundo? – ele riu novamente – Certamente parece com você.
- Eu não encontrei isso ainda.
- Mas homens impossíveis são exatamente o seu tipo.
- Mas eu ainda não encontrei isso – suspirei – se não escrever algo diferente vou entrar em parafuso aqui.
- Então não escreva sobre amor.
- Não escreverei.
- Escreva sobre heróis e ficção.
- Sim... E sobre pessoas.
- Aí não...
- Por que?
- Pessoas precisam de amor.
- A minha pessoa não vai precisar de amor.
Ele gargalhou novamente e disse:
- Você não consegue não escrever sobre amor.
-Por que não?
- Porque você aconselha sobre amor, você estuda, analisa cada ângulo desse sentimento. – ele fez uma pausa – Você é amor.
Eu suspirei, vencida:
- Você sabe que se não fosse gay, seria minha alma-gêmea, não é?
- Igualmente, amor. – ele riu
- Não gostei do trocadilho... – sorri

Um comentário:

Jasmine disse...

Genial!!! xD
Adorei! :DD